domingo, 8 de novembro de 2015

[TOP ESPECIAL] DICA DE LEITURA: NÃO SE APEGA, NÃO – ISABELA FREITAS

Por Ingrid Cristina

Boa tarde companheira e companheiro de viagem, preparados para essa super dica de leitura? Então pé na estrada!

Trago hoje como uma ótima opção de leitura um livro que realmente me fez muito bem, estou falando de
“Não se apega, não” de Isabela Freitas.
Louca, linda e loira, Isabela é mineira de Juiz de Fora, tem 24 anos e está no início, diga-se de passagem, da sua carreira de escritora. Aclamada pelos fãs, é muito popular nas redes sociais e já escreveu dois livros. Algo me diz que ela não vai parar por aí.

Isabelinda

Em “Não se apega, não”, Isabela retrata todas as suas desventuras amorosas e como elas a ajudaram a ser quem é hoje. Uma mulher madura, corajosa, segura de si e que tem a plena consciência de que às vezes é necessário se desapegar daquilo, que por mais que pareça bom, te faz mal.


Isa relata de uma forma muito gostosa, todos os relacionamentos que teve, todas as decepções, todas as vezes em que seu coração foi partido, todo o sofrimento passado e principalmente todo amadurecimento e desapego que ela aprendeu na marra, de certa forma.

O livro é interessante porque não aborda somente os relacionamentos amorosos, mas também os relacionamentos de amizade. Em vários momentos do livro ela traz fatos de sua infância que traz ao leitor certas emoções e uma nostalgia muito gostosa, principalmente para quem se identifica com ela, que foi o meu caso.


A grande sacada do livro é o conceito, trago pela escritora, de desapego. Ela deixa bem claro que desapegar não é ser indiferente, frio, ou não se importar com nada. Desapegar é deixar ir aquilo que te faz mal, que não tem mais espaço em sua vida, que te põe para baixo e que não te acrescenta em nada, mas que muitas vezes fazemos questão de deixar isso como um peso em nossos ombros por medo ou comodismo. Isabela nos faz ver o quão importante o desapego é em nossas vidas, porque ele nos permite ter novas experiências, que por sua vez nos fará ser pessoas melhores, maiores e preparadas para as surpresas boas que a vida nos reserva.


Você já deve ter percebido que me apaixonei por esse livro. ME APAIXONEI MESMO. Sempre que pego um livro para ler espero que ao final dele eu seja uma pessoa diferente, melhor, mais culta. Com o livro da Isa não foi diferente, ela me fez experimentar um misto de emoções que eu não trocaria por nada nesse mundo. Pude aprender muitas coisas com ela, muitas mesmo. Obrigada Isabela, você despertou minha deusa interior!

Se você também está disposto a aprender muito sobre a vida, relacionamentos, como superar os acontecimentos do destino e seguir em frente com um sorriso iluminado no rosto, eu super recomendo este livro. Tenho certeza que ele irá acrescentar muito em sua bagagem de experiências e com certeza te será útil em algum momento da caminhada.

Brilhantemente, a rede Globo comprou os direitos autorais do livro e fez uma adaptação para série que terá sua estréia hoje, no programa “Fantástico”. Vai por mim, você vai querer conferir!

Antes de me despedir, deixo como bônus as 20 regras, muito necessárias, para o desapego, que dão início ao livro.

1-    Odiar as pessoas não leva a nada. O ódio corrói nosso coração e o deixa fraco pra receber amor.
2-    Fingir que sou insensível e que não me importo não funciona. Eu me importo, sim. E eu choro também. E que se dane o que as pessoas pensam disso.
3-    Não adianta tentar segurar as pessoas na nossa vida. Se elas precisam ir, deixe que se vão. O que for de verdade, volta. Se você vai querer de volta, bem, isso a gente não tem como saber, né?
4-    Mudar as pessoas não é algo que esteja a seu alcance. As pessoas só mudam quando querem mudar. E, geralmente, elas não querem.
5-    Fugir das coisas não me livra delas. Só agenda o sofrimento mais para a frente.
6-    As pessoas são falsas, e sempre que tiveram a oportunidade vão te apunhalar pelas costas. Pelo menos grande parte delas. É que ser verdadeiro é muito difícil.
7-    Amigos de verdade é raro e 90% daqueles que você considera “amigos” são apenas morcegos sugadores de felicidade.
8-    Os homens não são todos iguais. Alguns apenas ainda não amadureceram, assim como as mulheres.
9-    O amor não é brega. Bregas são os que não dão uma chance para o amor.
10-          Desistir do outro não é fracassar. É ter a consciência de que algumas pessoas simplesmente não valem o seu esforço. Se não há reciprocidade não é amor. É insistência.
11-          A saudade é a urgência de amar.
12-          A maioria das está sempre cera. As vezes a perfeição jaz na exceção.
13-          Sorrisos são sempre bem-vindos. Mesmo que dados por um desconhecido na rua.
14-          O mundo gira. Nenhuma tristeza é tão eterna que não deixe um espacinho para a felicidade.
15-          Cair de cara no chão é normal. O difícil é saber se reerguer com um sorriso no rosto.
16-          Quem é inteiro não precisa procurar pela sua metade.
17-          Deixar o passado no passado é realmente difícil. Mas precisamos disso para seguir em frente.
18-          Eu não preciso ser a “única” de ninguém. Preciso ser a única de mim.
19-          É preciso acreditar nas pessoas, mesmo quando nem elas mesmas acreditam.
20-          Ter a urgência de ser feliz te impede de ser realmente feliz. Deixa que a vida aconteça, porque ela acontece quando estamos distraídos demais para planejá-la...

  
É isso aí, galera. Não percam mais tempo e se aventurem também nas peripécias de Isabela Freitas em “Não se apega, não”!
Espero que tenham gostado. Um mega beijo em seu coração, até a próxima!

Para mais informações acesse: www.isabelafreitas.com.br


Veja aqui o trailer da série.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria? Então deixe seu comentário abaixo.
Beijo!