segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

[RESENHA] NÃO PARE! – FML PEPPER

Por Ingrid Cristina

Olá, passageiros! Prontos para mais essa viagem? Cuidado porque dessa vez você pode se deparar com a morte.


Hoje venho com uma proposta nacional excelente, que pode agradar muita gente, principalmente aqueles que gostam de uma boa fantasia para tirar os pés do chão em grande
estilo. Mas antes mesmo de começar a resenha, faço lembrar que o blog está completando hoje 06 meses de vida, e encontro-me muito satisfeita com tudo o que vem sendo conquistado. Então agradeço a você, nosso fiel companheiro, que está sempre por aqui nos prestigiando com a sua visita. Muito obrigada! Vamos então a nossa resenha.

Título: Não pare!
Autor: FML Pepper
Editora: Valentina
Sinopse: Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas.
E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho!
Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes... Enfim, curtir a adolescência.
Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina!
Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados?
Seria a Morte sua companheira para toda a vida? É chegada a hora da verdade.
Nem tudo é o que parece ser. Perigo. A vida depende da Morte. Sedução. Não há onde se esconder. Medo. Olhos de um fascinante azul-turquesa espreitam. Paixão. Uma nova dimensão será aberta. Suspense. Cenários deslumbrantes e passagens infernais. Ação.
É de tirar o fôlego.
Viva este quebra-cabeça...enquanto você pode.

Como já fala na sinopse, Nina e sua mãe Stela levam uma vida de nômades, onde toda a vez que sua mãe percebe que ela está correndo algum tipo de perigo, se mudam de cidade ou até mesmo estado num estalar de dedos. Nina detesta isso e acha que é um grande exagero de sua mãe. A vida da moça gira em torno de começar o ano letivo em uma escola e terminar em outra, sem ter a chance de ao menos fazer amigos ou decorar o nome deles.

Nina seria uma senhorita comum se não fosse pelo seu pequeno erro genético, ela nasceu com suas pupilas verticais. O que fez com que sua mãe se especializasse no ramo oftalmológico e criasse lentes especiais para disfarçar essa diferença. E se não bastasse, ela é uma figura completamente azarada, vive se metendo em acidentes, que muitas vezes põe sua vida em risco.

Tudo parece mudar quando Nina e sua mãe se mudam para Nova York – lugar onde elas já haviam morado anos antes. Nina começa a frequentar a escola e até faz uma nova amizade, Melly. Uma moça muito extrovertida e engraçada, que a faz se sentir muito bem. Gostando muito do ambiente novo que está se formando a sua volta e tendo boas expectativas para o futuro, Nina começa a esconder de sua mãe os acidentes que acontecem consigo, para evitar que ela queira se mudar novamente. Em um desses acidentes, que quase custou sua vida, Nina conhece Kevin, um rapaz bonito e muito atraente, que a salva de ser atropelada de uma forma um tanto estranha.


Acontece que Nina não pode ignorar que por onde ela passa fica para trás um traço de morte. Sempre que acontece um acidente consigo, mais tarde alguém acaba morrendo. Ela começa então a se questionar se isso é só azar mesmo, mas acaba preferindo seguir em frente e até consegue arrumar um emprego numa livraria.

Mas a chegada inesperada de uma pessoa começa a virar seu mundinho idealizado de cabeça pra baixo. Richard, um valentão indomável e irresistível, chegou para balançar as estruturas de Nina Scott. Inconformada com as sensações incômodas que Richard provoca em si, ela tenta manter-se afastada dele, que por sua vez tenta aproximar-se dela, fazendo-a pirar. Aos poucos Nina vai descobrindo que nada é o que parece, e que na verdade Richard tem uma grande e terrível missão envolvendo-a. A partir daí, ela conhece um mundo completamente oposto a tudo que conhece, descobre coisas assustadoras sobre seu passado e principalmente sobre seu futuro. E o pior de tudo: descobre que suas pupilas nada têm a ver com algum defeito genético, mas sim com  o que é ela verdadeiramente.

Bem, eu gostei muito da mitologia criada por FML Pepper, principalmente por se tratar de seu primeiro livro. Confesso que fiquei até metade do livro um pouco perdida, e que gostaria que tivesse tido mais revelações sobre a origem da mocinha e sobre aquele mundo sobrenatural. Mas entendo que a autora quis deixar maiores detalhes para o segundo livro da saga – Não Olhe!. Nina não é enjoada, ela é até muito independente para a idade. Só não curti muito o fato dela ter demorado demais para acreditar no que lhe era revelado. Tudo bem que os fatos são um baita de um absurdo, mas poxa vida, estava o apocalipse acontecendo na frente dela e ela não queria acreditar que era o fim do mundo (claro que isso é só um exemplo para explicar a descrença da moça, a história não tem nada a ver com o assunto). E por fim, vale ressaltar que Richard é maravilhosamente lindo. Enquanto lia não pude deixar de imaginá-lo sendo Jared Leto.

Se você se interessa por fantasia com uma pitada de romance, esse livro lhe será um bom prato. Vá com calma e paciência e encontrará boas surpresas.

Deixo aqui duas músicas que me acompanharam na leitura deste livro e que muito me fazem lembrar de seu enredo.



 Vou ficando por aqui. Um grande beijo em seu coração e até a nossa próxima viagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria? Então deixe seu comentário abaixo.
Beijo!