quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

[RESENHA] CORTE DE ESPINHOS E ROSAS – SARAH J. MAAS

Por Ingrid Cristina

Olá passageiros! Todo mundo bem? Espero que estejam ótimos! Todos em seus lugares, porque a nossa viagem de hoje exige que estejamos muito bem acomodados, essa história requer toda a sua atenção.


Sinopse: Em Corte de Espinhos e Rosas, um misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones, Sarah J. Maas cria um universo repleto de ação, intrigas e romance.
Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação.
Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira que ela só conhecia através de lendas, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la... Ou Tamlin e seu povo estarão condenados. 

Feyre é a mais nova de três irmãs e, juntamente com elas, sofre as duras penas de ser pobre, morar numa cabana às margens de uma floresta, cortada por um frio intenso e congelante. Mas ao contrário das irmãs, Elain e Nestha, Feyre é corajosa e luta para manter a promessa que fez à sua mãe no leito de morte: cuidar de sua família a qualquer custo. Assim, Feyre se tornou uma caçadora e frequenta a floresta em busca de garantir que seu pai e suas irmãs tenham, ao menos, as refeições das próximas semanas. Suas irmãs só sabem reclamar e o pai – que um dia já fora rico, mas perdeu toda a fortuna – nada faz para mudar essa situação.

Desde que era criança, Feyre ouve lendas em cima de lendas sobre os Feéricos: as criaturas mágicas e perigosas com as quais os seres humanos dividem o mundo. Após a guerra que os libertou da escravidão, uma muralha foi erguida e, desde então, os mundos coexistem. Em uma de suas caçadas, a moça se depara com uma criatura feérica: um enorme lobo com o olhar mais marcante que já havia visto. A curiosidade em relação à criatura é enorme – assim como o medo. Então, em um ato de coragem, Feyre lança uma flecha mortal em direção à cabeça do animal.

Já em casa, Feyre e sua família recebem a visita de uma criatura medonha - Tamlin, Grão-Senhor da Corte Primaveril, vem até eles em sua forma mais assustadora, para cobrar o Tratado: uma vez que um humano tenha matado um feérico por pura maldade, o mesmo deve ser levado imediatamente para viver, para sempre, do lado mágico da muralha. 

“Ela roubou uma vida. Agora deve pagar com o coração.”


Assim Feyre segue com Tamlin em direção a sua nova vida. O medo sempre constante faz com que ela busque inúmeras formas de se proteger e escapar daquela situação, porém, quando chega a enorme e encantadora mansão do Grão-Senhor, percebe que não está vivendo como prisioneira – pelo contrário, está sendo tratada como uma importante hóspede. Com o passar do tempo, ela vai se acostumando com a presença de Tam e até cria empatia e outros sentimentos por ele, a medida que vai o conhecendo mais; porém, Feyre não deixa de perceber uma constante tensão no ar, percebe que há coisas acontecendo na Corte Primaveril que ela não faz ideia do que seja e sempre desejosa de ajudar, Feyre descobre sobre uma antiga maldição que assombra toda Prythian. E o pior: ela está ligada, de alguma forma, a essa maldição. Agora cabe à Feyre decidir se vale a pena arriscar sua vida para salvar toda Prythian e o seu mundo mortal.

Acredite quando digo que muitas, muitas coisas acontecem nesse livro. “Corte de Espinhos e Rosas” é uma história recheada de muita ação, mistério, magia e, claro, amor. Muitos personagens bons são apresentados nesse livro, como por exemplo: Lucien, o braço direito e amigo fiel de Tamlin. Ele vive implicando com Feyre, tem um senso de humor afiado e um passado doloroso. Temos também as irmãs da Feyre, que muito embora sejam pessoas que não dão a mínima para ajudá-la, são personagens marcantes, principalmente a Nestha. Ela é mordaz em suas respostas e irredutível em seus pensamentos e julgamentos. Também conhecemos Amarantha, a criatura mais odiosa desse livro, ela é repulsiva. E conhecemos, ainda, Rhysand: o Grão-Senhor da Corte Noturna e vadia de Amarantha. Rhys tem um humor felino e mordaz, é sarcástico, cruel e faz exatamente tudo que Amarantha manda. Feyre aprende a repudiá-lo instantaneamente.


 Prythian é dividida em reinos (cortes) e há uma briga para se assumir o poder de tudo; por aqui terminam as semelhanças com Game Of Thrones. Isso não é uma crítica, apenas um esclarecimento.


Eu não tenho palavras para dizer o quanto gostei desse livro, me surpreendi muito com todo esse universo criado e reinventado por Sarah. Ela conseguiu criar uma protagonista que, embora tenha uma vida sofrida, não é reclamona e mimizenta. Feyre enfrenta tudo com muita coragem, e essa mesma coragem a leva a sofrer um pouco mais. Muito mais, na verdade.

Uma dica que dou para você que quer embarcar nessa aventura: preste atenção em tudo, cada detalhe tem uma significância enorme no segundo volume e NADA, EXATAMENTE NADA é o que parece. Esse primeiro volume é excelente, mas o segundo é formidável. Mas sobre ele falamos em breve.


Enfim, encerro minha resenha por aqui para não contar nenhum spoiler. Tive que ler essa resenha uma dezena de vezes para ter certeza de que não estava entregando demais da história. E que fique claro: NÃO ESTOU. 

Deixo essa dica maravilhosa que não vai deixar você piscar enquanto lê. Espero que vocês tenham gostado da resenha e que possam aproveitar a dica. Um beijo no coração de todos e até a próxima! <3

Nota: 5/5 + ♥ 

19 comentários:

  1. Já ouvi falar desse livro e acho a capa linda, mas não me desperta interesse a história. Não sei se é pq fico lembrando de GOT, mas acho que esse tipo de história fica melhor na TV.
    bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  2. Esse sim eu quero lê amo esse tipo e fico feliz por ser parecido com GOT olho e amo <3 só to pela nova temporada rrçrrçrçr bjs seguindo seu blog já
    http://jesscastrojc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ingrid!
    Suas fotos estão lindas!
    Da autora só li "Trono de Vidro". Estou para ler esse, principalmente pela protagonista ser forte assim como Celaena. Sem frescura e dona de si. o/
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Eu já tinha visto a capa do livro, mas nunca procurei nada a respeito. Ele parece ser uma boa leitura para quem curte o gênero, — não é meu caso — mas quando alguém que eu conheça estiver atrás de recomendações irei indicar a sua resenha para ele dá uma lidinha. Adorei a resenha e percebi algumas referencias de contos de fadas!

    http://desencaixados.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Ingrid.
    Corte de Espinho e Rosas e Corte de Névoa e Fúria estão na minha lista de leituras pra esse ano. Sou completamente apaixonada pelas obras de Sarah J. Maas, e depois de ver como ela transformou o universo de Cinderela estou super curiosa a transformação de A Bela e Fera. E saber que cada detalhe tem um significado me empolga ainda mais na leitura. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada da autora e com certeza não foi por falta de indicações e elogios. Apesar de adorar fantasia, li pouquíssimas e acho que quero entrar de cabeça neste gênero por esta série. Acho que vou adorar, do primeiro volume ao ultimo!!! Espero poder fazer isso em breve.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro, que para mim é muito bem desenvolvido e eu adorei todas as características apresentadas. Como já deu para perceber, eu também já fiz essa leitura e particularmente adorei a narrativa e os elementos inseridos. Foi uma boa surpresa e recomendo bastante a leitura, como qualquer obra da autora, é muito envolvente.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Ingrid!

    Tudo bem? Essa é a terceira vez que tento comentar e da erro hahaha vejamos se dessa vez vai!

    Bom, eu acho que essa saga tem tudo que me agrada: magia, personagens marcantes (o que quer dizer que são bem construídos!), uma trama instigante e reviravoltas! Raramente consigo gostar de um livro arrastado, quando o enredo da obra é cheio de acontecimentos me prende muito mais. Sem falar na ação que você mencionou, nada de monotonia em a Corte de Espinhos e Rosas!

    A única coisa que realmente me incomoda são as capas da série, sempre tenho a impressão de bagunça toda vez que olho pra ela e isso é algo que me incomoda real (ataca o meu TOC!). A diagramação, por outro lado é lindíssima pelo que mostrou nas fotos!

    Beijinhos
    Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  9. Oie! Tudo bem?

    Já li muitas resenhas tanto do primeiro quanto do segundo livro dessa série, e minha curiosidade bate cada vez mais em relação aos livros, e eu não sabia que a história deles se parecia com GOT, mas como não tenho a mania de enxergar esses detalhes eu quando ler acredito que não notaria as semelhanças kkk
    Bjss

    ResponderExcluir
  10. Olá!! :)

    Eu quero muito ler esse livro!! Realmente Sarah J Maas não desilude!! Estou supercurioso!! Eu li Trono de Vidro (o primeiro livro, so saíram dois aqui) e amei!!

    Realmente não acho estranho que seja tao pegado ao livro, sem piscar os olhos!! Que bom que favoritaste e tudo!! :) QUEEEEERO LER!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Comprei esse livro recentemente, mas desde que lançou que quero ler, já li um outro livro da Sarah e adorei a escrita dela, estou bem empolgada e curiosa para fazer essa leitura. No entanto, isso pode demorar um pouquinho, porque estou com algumas leituras atrasadas :$

    Beijos,
    http://entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oiee Ingrid ^^
    Vejo a capa desse livro e só consigo imaginar o tanto de coisa que não deve acontecer na história...haha' eu ainda não li nada da Sarah, então não me sinto exatamente preparada para encarar essa série (trilogia?). Pretendo ler "Trono de vidro" primeiro....hehe'
    Fico muito feliz em saber que você gostou MUITO do livro, espero que o segundo também te agrade :)
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi.
    Tenho esse livro em casa e agora você me deixou ansiosa pra ler.
    Acho que vou ter que passar na frente dos outros.
    Parabéns pela resenha e obrigada por esclarecer as semelhanças (ou falta de) com got.

    ResponderExcluir
  14. Oi.
    Tenho esse livro em casa e agora você me deixou ansiosa pra ler.
    Acho que vou ter que passar na frente dos outros.
    Parabéns pela resenha e obrigada por esclarecer as semelhanças (ou falta de) com got.

    ResponderExcluir
  15. Oie Ingrid,
    Fantasia (bruxas, magia, elfos, fadas, etc, amo vampiros haha) não são muito o meu forte de leitura, mas essa capa já dá vontade de comprar só para ter na estante, estou apaixonada.

    Não conhecia a autora e nem o livro, mas pelo que eu vi da sua resenha o livro tem a fórmula certa para ser bom e popular, a parte que parece com GOT é a que os personagens que morrem? Espero que não, porque pelo menos eu só me apego aos personagens que morrem haha

    Bjs
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  16. Olá, eu simplesmente amo a capa deste livro, está linda. Nunca vi uma resenha tão completa assim dele, parabéns, conseguiu me deixar bem curioso pelo enredo, por ser cheio de ação, me deixa ainda mais instigado. A escrita dele me parece se desenvolver de uma otima maneira, e já entrou para minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  17. Essa livro é uma viagem, ao mesmo tempo que tem uma releitura da Bela e a fera ele apresenta criaturas novas. Houve momentos em que Feyre esquecia de fato que era humana, por estar ali, ela acabou assumindo obrigações. O pior de tudo foi passar pelo que ela passou, nossa eu fiquei com ódio! A escrita da Sarah é fantástica, essa semana começo o segundo livro.

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não sou muito fã de historias desse estilo, mas fiquei curiosa com esse livro a ponto de ler. No entanto, apesar de ser uma boa história, com bons personagens, eu não consegui ser realmente envolvida, sabe?

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  19. Morro de vontade de ler esse livro, primeiro pela capa que é Linda!, depois pela sinopse que me conquistu e, finalmente, pelo tanto que leio a respeito do livro e que me deixa cada vez mais curiosa.

    bjos

    ResponderExcluir

Gostou da matéria? Então deixe seu comentário abaixo.
Beijo!