quarta-feira, 17 de maio de 2017

[Dica de Série] Lucifer


Oi pessoal!

Tem bastante tempo que não indico séries por aqui e isso porque estava esperando surgir uma série realmente boa, curtinha e que valesse a pena ser indicada. Eis que surgiu Lucifer, que eu já assistia desde o lançamento, mas havia me esquecido completamente.



Antes de começar a falar sobre ela, quero deixar duas coisas claras: primeiro, tudo o que eu disser sobre a trama não se configurará como spoiler, serão só alguns pontos interessantes para que se entenda a trama e o motivo pelo qual estou indicando a série. Fiquem tranquilos! Segundo, esqueça tudo o que você sabe sobre o lendário Rei do Inferno (não estou falando de você, Crowley rs), essa série vai te apresentar um outro lado dele. Um lado cômico, muito carismático, sarcástico e até mesmo sentimental, acredita? Então vamos ao que interessa.

Cansado de sua missão de comandar o inferno e punir as almas para lá enviadas, Lucifer decide abandonar seu reino no submundo e abrir uma casa noturna em Los Angeles, com a ajuda da sua aliada demoníaca, MazikeenAlém de comandar a sua boate, Lucifer Morningstar ajuda (sem o consentimento dela, a princípio) a detetive Cloe Decker a resolver casos de assassinatos para a polícia local. O envolvimento dos dois se deu logo após o assassinato de uma celebridade que Lucifer ajudou a alcançar o sucesso; dessa forma é introduzido o episódio piloto. 


Da esquerda pra direita: Amebadiel, Mazikeen "Maze", Lucifer Morningstar, Cloe Decker, Dan Espinoza e Linda Martin

Devido aos seus poderes infernais e ao seu charme incontestável, Lucifer é um excelente investigador e isso deixa a detetive, muitas vezes, encabulada e até suspeita em relação aos seus métodos. Lucifer também fica ouriçado com o fato dela ser imune ao seu charme e ao seu poder persuasivo dos infernos (Não podia perder o trocadilho! hehe). Mas quem não vai com a cara dele mesmo é o ex-marido de Cloe, Dan Espinoza, que também é detetive. Ele e Lucifer vivem se engalfinhando, diplomaticamente, é claro!

Mas você acha mesmo que Lucifer sairia do Inferno e tudo ficaria bem? Não mesmo! Somos apresentados então a Amebadiel, o seu irmão mais velho, que foi enviado por Deus para convencer Lucifer a voltar para seu posto e retomar a ordem natural do universo. Nem preciso te dizer que ele não aceita a ordem e isso leva os dois de volta à velha e antológica briga entre o Céu e o Inferno, entre o bem e o mal, não é? E se não fosse o bastante, ele tem que lidar com as estranhas reações que tem quando Cloe está por perto, reações essas que o deixam vulnerável. É como se ele assumisse uma fragilidade humana quando ela está próxima de si. Sabe lá Deus o motivo disso, mas não se pode negar que esse fato o mete em algumas enrascadas. 



E nesse balaio de gato angelical, vamos acompanhando o incrível trabalho dos atores, que estão muito bem colocados em seus papeis. Tom Ellis (Lucifer) está encantador como o Príncipe do Inferno, cheio de sarcasmo, ironia, um senso de humor negro e um sotaque britânico de arrasar quarteirão (e também o meu coração), que caem como uma luva no personagem. E não posso deixar de falar que além de ser muito charmoso, ele toca piano lindamente bem, é impossível odiar esse cara. Impossível! E temos também a excelente sintonia entre ele e a Detetive Decker, eles formam um ótimo casal em cena, mesmo que não tenham um envolvimento amoroso (por enquanto, eu espero!). 

O seriado é cheio de cenas hilárias, principalmente quando o Sr. Morningstar está em suas sessões psicológicas e tenta convencer sua terapeuta, Linda, de que ele é de fato quem diz ser. Ou então quando entra em cena a pequena Trixie, filha de Cloe, que ama Lucifer e dá um show de interpretação, mesmo sendo tão novinha. Mas não só de cenas engraçadas é feito este seriado, somos presenteados com cenas tensas e de muito mistério, onde vemos muitos conflitos familiares por parte de Lucifer e da Cloe.


Lucifer é um seriado cheio de encanto e muitos outros atributos que não sou capaz de expressar em palavras. E partindo do ponto de que se trata de uma série baseada no personagem criado por Neil Gaiman para o universo de Sandman, toda a produção, direção e roteirização estão de parabéns!

Enfim, assistam esse seriado incrível, deem risadas com Lucifer e sua personalidade que é quase palpável e se surpreendam ao conhecer a visão desse personagem sobre o mundo ao seu redor, sobre os conflitos humanos e sobre os seus próprios conflitos internos. 

Isso é tudo pessoal! Vou ficando por aqui, um beijo no coração de todos e até a próxima! Não temam e assistam Lucifer. <3

Outras informações: 


Ano de lançamento: 2016
Elenco principal: Tom Ellis, Lesley-Ann Brandt, Lauren German, D.B. Woodside, Rachel Harris, Scarlett Estevez
Temporadas: 2
Episódios: Aprox. 45 minutos cada
Exibição: Fox




Um comentário:

  1. Kkkkkk menina, que série é essa?!
    Adorei a premissa.
    Vou tentar ver.
    Bjão
    💜
    www.jeniffergeraldine.com

    ResponderExcluir

Gostou da matéria? Então deixe seu comentário abaixo.
Beijo!