sexta-feira, 11 de agosto de 2017

[Resenha] Romance com o Duque - Tessa Dare


Oi gente linda!!

Estou eu aqui mais uma vez para trazer a resenha de um romance de época apaixonante e muito divertido. Simbora!


Izzy Goodnight é filha do famoso autor de "Os Contos de Goodnight", contos esses que delegaram a ela a imagem de uma doce menininha que ouve histórias do pai antes de dormir. Mas acontece que o pai morreu e Izzy encontra-se na sarjeta, de posse apenas das roupas que veste, de sua doninha de estimação, Bola de Neve, e de uma carta deixada por seu padrinho dizendo que ela é herdeira de um castelo que está, provavelmente, velho e abandonado. Sem ter muitas opções, ela parte em busca da sua herança.

Acontece que ela jamais esperaria encontrar a sua nova posse habitada por um duque mal trapilho, dono de um humor visceral e que, assim que ficou sabendo da sua carta, determinou que ela não poderia ficar ali. Mas a jovem não tem para onde ir e nem mesmo dinheiro para pagar alguma hospedagem, só lhe resta a teimosia e é dessa arma que ela irá usar para bater o pé e dizer que do castelo ela não sai. 

Ransom estava certo de que ficaria confinado, solitário e amargurado em seu castelo até virar pó. Após os eventos que definiram sua vida até aquele dia, ele se isolou da sociedade de Londres. O orgulho ferido e a vergonha fizeram com que ele afastasse a todos e deixasse suas posses sob os cuidados de seus advogados. Mas para sua surpresa, aparece uma jovem senhorita dizendo ter herdado aquele lugar e, após ela muito teimar, ele acaba por deixar ela passar a noite ali.

A noite se transforma em dias e em semanas. A convivência com Izzy se torna cada vez mais agradável, mas isso não impede que ele implique com ela de todas as maneiras possíveis. Mesmo com todas as implicâncias de Ransom, Izzy está determinada a transformar aquele castelo frio, sem cor e assombroso em seu lar. Com o passar dos dias, os dois não conseguem mais esconder a atração um pelo outro e até trocam carícias calientes pelos corredores do castelo. 

Acontece que ambos vivem em mundos completamente diferentes. Izzy acredita no amor, na cumplicidade, na gentileza, em heróis e cavaleiros honrosos. Já Ransom não conheceu a gentileza e nem o amor. Cresceu ao lado de um pai mal humorado e que lhe privou de toda forma de bons sentimentos, dessa maneira ele só conheceu a devassidão. 

Enquanto ele questiona todas as crenças de Izzy, tentando mostrá-la que ela não é mais uma menininha e sim uma mulher extremamente atraente, ele será confrontado pelo jeito doce, espontâneo e melífluo da Srta Goodnight e mesmo sem querer irá deixar suas armaduras caírem diante de toda delicadeza e carisma dessa linda e carinhosa mulher. 

J-E-S-U-S! Que livro maravilhoso! Adorei conhecer esses personagens tão diferentes entre si e que ensinaram tanto um para o outro. Goodnight teve sua personalidade roubada pela protagonista dos contos de seu pai, que tinha o mesmo nome que o dela, e mesmo aos 26 anos, era vista com uma menina ingênua. Isso, provavelmente, fez com que nenhum homem se interessasse por ela. Mas ao conhecer Ransom e ver que ele não dá a mínima para aquelas história bobas e a vê como uma mulher, é impossível não se sentir atraída. Já Ransom, nunca conheceu a gentileza e, ao se deparar com Izzy e a sua disposição em ajudar sem ganhar nada em troca, ele não pôde deixar de se interessar. 

E assim acontece esse intercâmbio de personalidades e experiências de vida entre os protagonistas. Dono de um humor ferino e obsceno, Ransom nos rende muitos momentos de risadas com as investidas para cima da nossa protagonista. Ele perdeu as esperanças de uma vida feliz e estava decidido a afastar qualquer pessoa de si até conhecer a moça de cabelos que parecem um polvo e que espirra como um esquilo. E Izzy encontra nele uma pessoa capaz de protegê-la e de cuidar dela, algo que sempre desejou.

A escrita da autora é muito fácil de acompanhar e a leitura pode ser feita muito rapidamente. Narrado em terceira pessoa, conseguimos acompanhar os pensamentos, desejos e sentimentos de ambos os protagonistas e ver como essa nova situação os afeta. Mas o fantástico mesmo é ver o puro e primitivo desejo carnal se transformando em amor e cumplicidade. Acho que a autora soube fazer essa transição magicamente. 

Um romance de época pouco convencional, com cenas hots de tirar o fôlego (Ransom sabe do que estou falando) e com lindos momentos para fazer a gente suspirar. Ameeeei o livro e mal posso esperar para ler o próximo. Esse é o primeiro volume da série Castles Ever After, mas cada livro conta uma história diferente, então não é necessário ler em ordem. 

Enfim, recomendadíssimo. Tenho certeza de que quem gosta de romances de época vai amar esse livro aqui. É isso aí, galera, espero que tenham gostado da resenha.

Um beijo coração de todos e até a próxima! <3 

Nota no Skoob: 5/5

Outras informações:

Ano: 2016
Páginas: 256
Editora: Gutenberg
Sinopse: Izzy sempre sonhou em viver um conto de fadas. Mas, por ora, ela teria que se contentar com aquela história dramática.
A doce Isolde Ophelia Goodnight, filha de um escritor famoso, cresceu cercada por contos de fadas e histórias com finais felizes. Ela acreditava em destino, em sonhos e, principalmente, no amor verdadeiro. Amor como o de Cressida e Ulric, personagens principais do romance de seu pai.
Romântica, ela aguardava ansiosamente pelo clímax de sua vida, quando o seu herói apareceria para salvá-la das injustiças do mundo e ela descobriria que um beijo de amor verdadeiro é capaz de curar qualquer ferida.
Mas, à medida que foi crescendo e se tornando uma mulher adulta, Izzy percebeu que nenhum daqueles contos eram reais. Ela era um patinho feio que não se tornou um cisne, sapos não viram príncipes, e ninguém da nobreza veio resgatá-la quando ela ficou órfã de mãe e pai e viu todos os seus bens serem transferidos para outra pessoa.
Até que sua história tem uma reviravolta: Izzy descobre que herdou um castelo em ruínas, provavelmente abandonado, em uma cidade distante. O que ela não imaginava é que aquele castelo já vinha com um duque.


4 comentários:

  1. Oi Ingrid,
    Faz tempo que estou querendo ler esse livro. Gosto desses Romance de Época com uma pitada Hot
    Assim que conseguir ler, comento o que achei.
    Está sumida do Clube do Livro. Vê se aparece.
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos
    www.garotosperdidos.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Amo romandes de época e é claro que fiquei curiosa quanto a essa premissa. Sua resenha me deixou ainda mais motivada para conferir também, ainda mais porque os elementos que você destacou chamam muito a minha atenção. Obrigada pela recomendação, quero muito conhecer a escrita dessa autora!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bem?
    Romances de época são o meu gênero favorito e confesso que fiquei bem curiosa para fazer a leitura deste. Amo livros onde os dois são o opostos um do outro e no final o que seria um amor improvável se torna bem provável. Me parece um romance de época bem pouco convencional mas maravilhoso ainda mais com a mocinha Izzy tendo jeito de ser bem girl power.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá...
    Eu amooo romances de época, mas, confesso que fujo dessas cenas hots...
    Achei a premissa muito interessante e acho que vou ignorar esse meu desconforto com essas cenas quentes e vou me jogar na leitura!
    Dica anotada!
    Bjo

    ResponderExcluir

Gostou da matéria? Então deixe seu comentário abaixo.
Beijo!